Site Meter

O Movimento Cívico "Filhos da Terra" é constituído por indivíduos com ligações a Mangualde que por motivos pessoais ou profissionais se encontram a viver ou a trabalhar noutras localidades.

Este Movimento é apartidário e pretende ser um contributo de cidadania, tendo por objectivo despertar o interesse da comunidade para determinadas temáticas associadas aos desenvolvimento local e encontra-se aberto a todos os mangualdenses que queiram participar.

28 novembro 2006

“Autarquia garante que PDM permite crescimento da Citroën”

Enfim, o folhetim não pára, aqui deixamos o registo!

Presidente da Câmara de Mangualde esclarece que os terrenos anexos à fábrica estão incluídos em zona industrial
Por Maria Albuquerque in PÚBLICO nº 6089 Terça, 28 de Novembro de 2006

O presidente da Câmara de Mangualde, António Soares Marques, assegura que o actual Plano Director Municipal (PDM) não constitui qualquer obstáculo à expansão da Peugeot Citroën Automóveis Portugal SA, já que os terrenos anexos à área da empresa estão incluídos em zona industrial. Para esclarecer a situação, a autarquia já solicitou uma reunião à direcção da fábrica instalada no concelho desde 1963.Numa carta enviada a semana passada, a direcção da empresa fez um ultimato à autarquia, alertando para a necessidade de rever o PDM, "com a transformação das zonas circundantes da fábrica de classificação urbana para industrial", acrescentando que se "não puder apresentar à PSA [grupo a que pertence], em Paris, uma possibilidade, concreta e certa, durante os próximos meses, o centro de produção de Mangualde deixará irremediavelmente de ser considerado no Plano de Desenvolvimento Estratégico do Grupo". Ao PÚBLICO, Soares Marques explica que na base deste ultimato há um "mal-entendido", já que, quando questionou a Citroën sobre as suas intenções de alargamento, partiu do princípio de que a empresa queria alargar a sua área até terrenos já em zona urbana. Reiterou, no entanto, que "todos os terrenos envolventes à fábrica são considerados espaço industrial". "Basta que a Citroën adquira os terrenos e que apresente um projecto, que a câmara viabilizá-lo-á", enfatizou, acrecentando que, "a não ser que queiram triplicar ou quadruplicar a área, o PDM não necessita de ser revisto".


"Inércia e falta de ambição", dizem os socialistas
O autarca reconheceu ainda a existência de um requerimento de 2001, apresentado pela PSA, que reclamava a revisão do PDM, mas do qual já não se recordava.Em conferência de imprensa, os vereadores do PS na câmara acusaram ontem Soares Marques de ter "tratado este assunto com sobranceria e de uma forma leviana", além de ter "revelado a sua inércia, a sua falta de ambição e a total falta de sentido de oportunidade e de competência para resolver uma questão que diz respeito ao tecido económico" da região. "Ao proceder como tem procedido, relativamente à Citroën, ao longo de cerca de uma década que está à frente dos destinos do concelho, consideramos que o senhor presidente da câmara municipal manifesta um desrespeito pelos concelhos que têm tanta gente a trabalhar nesta empresa. Não se preocupou nem pensou na dependência de 4800 postos de trabalho directos e desrespeitou as empresas que trabalham e dependem, directamente, da Citroën", vincou João Azevedo, vereador do PS. Na última década, o Grupo PSA fez investimentos directos de 83,7 milhões de euros na fábrica de Mangualde. Apesar da "turbulência" que vive a indústria automóvel, o Grupo está a fazer investimentos com vista a "incrementar a capacidade de produção em 20 por cento"

1 Comentários:

Anonymous MC disse...

Sim o folhetim continua, desencadeado pela passividade, falta de tacto e diplomacia, mas acima de tudo pelas trapalhadas e inablidades da autarquia em lidar com a situação.
Esta terra precisa desta unidade industrial como de pão para a boca, se a unidade fechar este concelho torna-se inviável.

Terá que ser a API-Agência Portuguesa para o Investimento a tomar as rédeas deste caso urgentemente, declarando-o Projecto de Interesse Nacional.

A população de Mangualde deverá fazer-se ouvir, para a manutenção desta importante unidade,que lhe está tão ligada económicamente como afectivamente.

MANGUALDE NÃO PODE MORRER.

28/11/06 18:53

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 
Site Meter