Site Meter

O Movimento Cívico "Filhos da Terra" é constituído por indivíduos com ligações a Mangualde que por motivos pessoais ou profissionais se encontram a viver ou a trabalhar noutras localidades.

Este Movimento é apartidário e pretende ser um contributo de cidadania, tendo por objectivo despertar o interesse da comunidade para determinadas temáticas associadas aos desenvolvimento local e encontra-se aberto a todos os mangualdenses que queiram participar.

02 dezembro 2010

Empresas arriscam e investem 42 milhões

Protocolos de investimento vão criar e manter mais de 700 postos de trabalho

Por Teresa Cardoso in JN 02 DEZ. 2010

Trinta e uma empresas portuguesas e estrangeiras vão investir 42 milhões de euros em projectos empresariais, com mais de 700 postos de trabalho, em Mangualde. A autarquia, que assumiu a mediação dos investimentos, garante que esta política é para continuar.

Os protocolos no âmbito da "Diplomacia Económica Local" foram assinados, ontem, na Biblioteca Municipal de Mangualde, com a presença do secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, e do presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Basílio Horta, que sublinharam a "coragem" dos empresários na criação de riqueza para esta região e para o país.

A conquista de novas empresas e empresários para o concelho de Mangualde implicou um longo trabalho de diplomacia que a autarquia, liderada pelo socialista João Azevedo, garante que irá prosseguir em novas frentes.

"Estivemos um ano no gabinete a preparar a melhor resposta aos empresários", lembrou o autarca, que disponibilizou 458.312 metros quadrados de área nos parques e zonas industriais de Salgueiro, Várzea de Tavares, Canedo, Quinta do Melo, Senhora do Castelo e Lavandeira para acolher actividades que vão desde os transportes à indústria metalomecânica.

As novas unidades garantem a criação de 500 novos postos de trabalho e a manutenção de outros, num total de 726 empregos, que se juntam às três centenas recentemente criadas pela PSA-Citroen. "Mangualde tem requisitos que nos permitem sonhar ainda mais, é isso que nos diferencia e nos promove", declarou João Azevedo. O autarca promete a revelação de novos investimentos, relacionados com a Rússia, a anunciar brevemente pela Comunidade Intermunicipal Dão-Lafões.

José Junqueiro e Basílio Horta enquadraram o esforço dos investidores no que dizem ser o "país real", em contraponto com os que assumem críticas derrotistas. "É legítimo criticar o Governo, mas não é legítimo atacar o país", avisou o presidente da AICEP.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 
Site Meter